Protegendo seu Negócio Durante a Crise do Coronavírus

Artigo traduzido da Business of Fashion. Todos os direitos autorais pertencem a publicação

Editora Executiva da Business of Fashion, Lauren Sherman fala com correspondentes Chantal Fernandez e Cathaleen Chen sobre como planejar para o futuro em tempos tão incertos

Lauren Sherman I Clinical Counselor, Hot Yoga + Food Instruction

Com o coronavírus dando seu golpe na economia global, negócios de todos os tamanhos, setores e mercados enfrentam um futuro incerto. As indústrias do varejo e da Moda em particular precisam enfrentar a mudança de sentimento do consumidor, lojas fechadas e perturbação as cadências normais de estação. 

Para ajudar líderes de negócios de moda na crise atual e enfrentar o que está por vir, a correspondente Sênior da Business of Fashion, Chantal Fernandez, e Editora Associada Sênior Cathaleen Chen desenvolveram um guia detalhado de como proteger seu negócio durante o coronavírus.

Na terça, 24 de Março, parte de uma série de lives, a editora executiva Lauren Sherman se juntou a Fernandez e Chen em uma discussão virtual sobre sua pesquisa e conselhos para líderes de negócios.

Saúde dos funcionários em primeiro lugar.

  • Primeiramente, negócios devem fazer decisões com o bem estar dos seus funcionários em mente. Isto significa considerar todos os aspectos da operação, da segurança dos trabalhadores de entrega ao impacto de demissões, licenças ou folgas não remuneradas. 
  • Se o seu staff precisa trabalhar em casa, é importante prover mais do que as ferramentas que eles precisam para realizarem seus trabalhos. “Estar em contato com membros da equipe é importante socialmente e também em termos de saúde mental”, disse Chen. “Empregadores devem entender que cada um está lidando de forma diferente.” 
  • Além disso, disse Chen,” Empresas vão perceber que trabalhar de casa é mais conveniente e produtivo do que achávamos anteriormente” 

Transparência é a melhor política

  • Construir um senso de comunidade e relacionamentos diretos com clientes se tornaram prática padrão em parte do mercado, particularmente entre os menores. Ao invés de segurar as pontas na comunicação, é importante lembrar consumidores “O que você representa além de uma transação”, disse Fernandez.
  • Mesmo que pareça desconfortável, é importante manter este relacionamento através de atualizações “honestas, transparentes e constantes” sobre as decisões que sua empresa está tomando para navegar esta crise – seja corte de funcionários ou a saúde geral do seu negócio, disse Fernandez. Mas transparência não se aplica apenas ao seu relacionamento com clientes. “Você realmente precisa gerir as expectativas da sua equipe e ser honesto”, disse Fernandez. “Traga-os para sua tomada de decisão e se abra”.


Planejamento de cenários e Previsões financeiras

  • A questão chave para os negócios se prepararem para a crise é “quanto tempo vai durar?”, disse Chen. É difícil de responder e depende de fatores como a geografia e autoridades locais, mas “assumindo que o impacto vai ser severo até setembro é um bom lugar para começar”, ela continuou.
  • Um modelo popular entre negócios é preparar para três cenários nos próximos três a seis meses: ver um impacto negativo, porém estável de perda de vendas, um cenário mais otimista com crescimento de 25%, ou o pior dos casos das vendas caírem em todo o período. Porém, mesmo feito o planejamento, é importante se manter atento: Fernandez falou com um negócio que o pior dos casos logo virou a expectativa média para os próximos meses.
  • Com o faturamento e fluxo de caixa caindo e permanecendo incerto no futuro próximo, é importante reduzir as despesas essenciais. Como um executivo chefe disse a Chen, você tem que “assumir que todos os custos fixos são custos variáveis”, sejam estes aluguel, orçamento de pesquisa e desenvolvimento, ou contratos externos e serviços.
  • Também há muitas perguntas sobre estratégias de desconto, mas é importante evitar discuti-las agora. “No outono (do hemisfério norte), vai haver um excesso de estoque para queimar, porque é um prejuízo financeiro”, disse Chen. Resultado disso, talvez haja uma mudança nas estações ou na cadência de vendas

Conversando com Seus Sócios

  • Um CEO entrevistado pela Chen, descreveu decisões difíceis sobre redução de custos como “tirar um band-aid agora”. Chen continuou, “O melhor cenário no fim disso é que você tenha empregos para seus funcionários voltarem”.
  • Porém, disse Fernandez, é importante manter relacionamento com seus sócios, estabelecer uma conversa aberta de pessoa a pessoa “para que vocês possam sobreviver por isso juntos, e deem alguma tranquilidade um para o outro”, Uma abordagem construtiva pode envolver “falar com seu fornecedor sobre pedidos encalhados”.
  • Alguns galpões e estoques já tiveram que fechar, então empresas devem se preparar para levar o trabalho para casa (literalmente). “Mesmo que você tenha a distribuição funcionando você precisa de um plano para se não estiver”, disse Fernandez, citando o recente fechamento de galpões em Nova York. “Leve para casa com você ou mande para a casa de seus funcionários”, o que também é uma maneira muito útil de manter sua equipe na folha de pagamento.


Leave a Reply